Conexão com as Plantas

De nuvem
Revisão de 18h02min de 12 de junho de 2016 por Foz (Discussão | contribs)

Ir para: navegação, pesquisa

(Essas anotações precisam ser organizado)

Oficina de Conexão com as Plantas

Sexta 03 Junho – Tarde

Apresentação

Foi sugerido logo no começo da oficina uma apresentação de cada participante, um breve relato sobre a sua relação com as plantas e o que espera aprender/trocar durante a oficina.

Fragmentos de comentários das participantes:

- As plantas ensinam os ciclos da existência, tem que cuidar, fornecer amor senão míngua, a planta não vinga, não desenvolve como se estivesse num solo fértil .

- Começamos a ver que tudo é um. Somos só um fragmento do todo. Um caminho para descobrir os próprios mistérios. Rola uma atração com todas as pessoas que gostam desse mesmo assunto.

- Tenho uma busca antiga com plantas e elementais da natureza. Desejo de reconhecimento das plantas, da sensibilidade que temos perdido.

- Não tomo mais remédio para cólica, mas continuo sentindo cólica. Mas me relaciono diferente com a cólica. E com a oficina pretendo me relacionar melhor com as ervas aprender tinturas, banhos...

- Cólica e chá de camomila foi o início da minha relação com as ervas. Com 11 anos tive ovário policístico, e começei a tomar anticoncepcional. Parei de tomar mas tive muita cólica, e descobri o chá de camomila, se for tomando ao longo da vida (sempre), ele alivía a vinda da cólica. E ela passou a sempre tomar o chá de camomila. Há uma conversa com elas (as plantas) que é constante, as coisas vão se abrindo ao se relacionar com ela. Começei a estudar sozinha, e está até hoje estudando bastante por conta.

Introdução

A oficina foi elaborada dessa forma por ver como as pessoas saiam muito ansiosas de outra oficinas que participei. Pois muitos participantes tinham problema de saúde e querendo sanar seus problemas naquela oficina que sempre apresenta plantas raras, não dando ênfase na forma de uso Os conhecimentos não foram passados com tranquilidade e assim os participantes saiam sem saber como usar na prática as ervas apresentadas.

Prefiro entender a relação com as plantas, como utilizar a intuição e minha relação ancestral com ela, e isso ninguém nunca ensinou nas outras oficinas que fiz. Trazer histórias, táticas, dicas e ensinamentos para trabalhar com a intuição e entender que todas nós sabemos, todas somos bruxas, temos ancestralidades, o conhhecimento está aí. Porque elas se tornaram tão distantes? Tão estranhas para nós?

Aprender a ter uma conversa intuitiva com as plantas. Vó e avô eram erveiros e benzedeiros, inclusive hoje o avô é evangélico e não comenta mais sobre isso.

A ancestralidade do conhecimento na família tem se perdido, e esse reencontro é muito legal. Tem uma questão de regionalidade, por exemplo no nordeste tem plantas por todo lugar. E na cidade como agenciamos nossa relação com as plantas? A dificuldade de cuidar das plantas no dia a dia da cidade corrida? Como fazer o exercício da observação daquele ser vivo para saber como está sua vitalidade, ler se precisa de algo?

Garrafadas de belém tem 5 tipos para mesma coisa mais caras e mais baratas. E começou a ver a ação das ervas que estavam nessa garrafada. Aprendeu muito com esse exercício.

Ter caderno de anotações para anotar experiências com as plantas e outras medicinas, para ir acompanhando e integrando, e assim se apropriar da sua relação. Muitas vezes esquecemos. É uma nova língua, tem que ter estudo, anotar a sua própria experiência.

Em termos de propriedades terapêuticas muitas tem funções iguais, para cada pessoa tem uma ação diferenciada, ampliada para outras questões, assim fazemos um mapa da sua relação com as plantas.

Relação com as partes das plantas, tem uma ciência a fitoterapia, que coloca que princípios ativo tem toxicidade, isso porque isola só uma parte da planta onde o princípio ativo é mais potente ao contrário do uso tradicional que vai usar a planta inteira, de repente a casca tem um princípio que tiraria a toxidade da folha. Acabam fragmentando o uso de partes da planta, dessa forma podem efetivamente criar medicamentos que são tóxicos.

A Fitoenergética busca entender os gostos, cheiros que você sente e trabalhar a partir daí. Existem esses avisos. Todas as pessoas tem conhecimento sobre as plantas e estamos compartilhando. Temos sim uma relação com as plantas, podemos conversar com elas e elas podem mandar sinais que podemos identificar.

Vou dar dicas para vencermos o medo do uso, como a arruda, que é tóxica. Vai dar dicas de como superar o medo, as dosagens, e como se entender com ela. Dicas de coisas que ela mesma já aprendeu.

Optou por trabalhar com plantas que não são raras e que são de fácil identificação. Vai trazer experiências que teve. Como a equinácea.Trabalhar o local, o que usamos na culinária.

Para começar é interessante focar nas plantas que já conhece, já usa, faz anotações com o que é importante. Vai criando relação familiar com cada planta.


Plantas e Seus Usos

ARRUDA

Trouxe as ervas frecas para termos contato ver a planta, sentir o cheiro, a textura, a aparência sentir a energia da planta.

As plantas tem um tempo para se abrir para nós, ao fazer as tinturas as vezes tem uma trava, relaxa, da o tempo, escuta o que a planta falou de não ser o tempo de usar agora. Elas vão se abrindo, a planta vai aparecer no momento certo pra você utilizá-la

Muito cheirosa é uma erva de proteção, ela limpa os nossos pensamentos, restaura e esvazia a nossa consciência, para mim, o processo da proteção vem disso, ela limpa o que pensamos, tira as coisas ruins para não atrair, e ficamos mais despertos para o entorno. Gosta de ter a arruda perto para isso. Fez óleo de arruda e sempre passa.

O que interessa na prática é produzir preparados que nos permitam carregar, como a tintura, que para utilizar basta colocar gotas na garrafinha de água e ingerir e assim usar no nosso cotidiano. Por isso acho importante fazer a farmacinha particular.

O óleo de arruda, gosto muito. A Dju gosta de usar a arruda para cólica.

A arruda pode ser usada para chamar a menstrução, ela faz sangrar, tem casos de amigas tomar e no dia seguinte vir, por isso tem que tomar na quantidade certa, senão pode vir demais. Tem que tomar um cuidado com ingestão, super forte. Ela é super anti inflamatória.

Pode ser usado para afastar insetos e impedir infestação de pulgas e carrapatos na casa, borrifando chá ou suco bem concentrada ou tintura, mas cuidado que mancha panos claros.


ERVA CIDREIRA / MELISSA (Lippia Alba)

Gosta para quase tudo. Super calmante e ótima para ansiedade.

Boa para questões do intestino e para questões emocionais e dores de forma geral, pode usar para baixar febre. Amansa os movimentos e energias que estão em movimento no corpo. A melissa é coringa nesse sentido. Interage muito bem como a maioria das plantas. E ajuda a tratar as questões emocionais, a pessoa tá doente e está triste, deprimida, parece que abre o peito que expande, para os processos de cura sempre gosta que ela vá na frente.

Tratamento integral, é a pessoa usar a planta não só quando está doente, as plantas tem um tempo específico bem mais lento náo é como um comprimido instantâneo no corpo. As plantas vão atuando aos poucos, o corpo vai atuando e reagindo aos poucos ao uso da erva. O corpo vai assimilar aos poucos o efeito daquela erva.

Os remédios você toma e vai fazer o que tem que fazer e não fica no processo da doença. Sente o gosto amargo e não te coloca nessa posição de prestar atenção. Relação prática, para continuar produzindo, trabalhando.

Um remédio que nunca mais tomou principalmente depois que começou a menstruar é a dipirona, que parece que abre a torneira.


HORTELÃ

Fazer inalação colocando um pano em cima da bacia com chá de hortelã e respirando o vapor. Muito cuidado para não se queimar. Outra forma é fazer um funil com um papel grande saindo da boca da panela e a ponta menor vir para a região das narinas. Sempre fazer com o fogo desligado.

Para constipação e má digestão ele é ótimo na forma de chá.

As formas que mais usa é chá, tintura e óleo.

Bom para catarro com outras plantas par xarope para soltar e descongestionar e é bom para relaxar o útero.


FUNCHO / ERVA DOCE

As sementes secas são chamadas comumente de erva doce, alguns lugares diferenciam a espécie da planta com nomes diferentes de funcho e erva doce. Tem excelente propriedade digestiva. Na Índia é servida como para ser mastigada após as refeições.

Muito comum para fazer bolo, já trata também a digestão. Muito utilizado para cólicas em crianças, inclusive para emplastros externos.

Para algumas pessoas causa sensibilidade!

Ao olhar para os processos de cura é importante olhar para a digestão, a ayuverda e a Medicina Tradicional Chinesa pensa muito nisso, previne processos doença, funcionando bem promove saúde e boa imunidade. Importante entender e acompanhar como o corpo recebe e processa os alimentos em energia. Então a digestão é essencial em qualquer processo de adoecimento. Sempre ter perto de você ervas que ajudam o fígado. Ele é muito sensível, muito sensível emocionalmente.

Relato: Tem um filho com cirrose hepática e baço dilatado e trata desde os 2 anos. Pergunta por plantas que protegem ele emocionalmente. Toma omeprazol todos os dias.

As pessoas tem hábitos com medicamentos, acreditam que não tem importância tomar todos os dias. O que não é verdade.

Ao ter contato com as plantas não precisa ter desespero para trocar o alopáticco pelo natural, pode fazer a transição aos poucos, sentindo o efeito dele.

Temos que olhar a alimentação em tudo que tenha inflamação no organismo olhar conservantes, corantes artificiais, e refinados, os leites e derivados.

Ao ter um problema de saúde não olhar só o diagnóstico e pensar nos sintomas que esse corpo apresenta. Olhar os aspectos emocionais do processo de doença.

Bioenergética tem bastante relação com medicina chinesa, vai entender os fluxo energéticos do corpo se conecta e faz perguntas e descobre os fluxos do corpo. Outra concepção do corpo. Nós que ficam no emocional no corpo.


BOLDO E DENTE DE LEÃO

Maravilhoso, para todas as questões do fígado, gosta de fazer a tintura dele e tomar em chá. Ele seco é super legal, ele só nasce no meio do concreto. Ele precisa de algo perto de pedra. Dente de leão limpa o sangue.

Observação cuidadosa da planta, mesmo que no vaso. E isso vai te trazer enorme idenficação e conhecimento sobre as plantas.

Usada para menstruações que a mulher ficada muito acabada de energia, também é interssante a mulher ficar parada e em repouso para descansar.


QUEBRA PEDRA =

Uso para pedras no sistema urinário, também ótimo para recuperação do fígado em processos de doenças. Diurético, ajuda em processos de limpeza do fígado.


UVA URSII

Para sistema urinário, cistite, infecções. Ingestão

Banho de orégano também é bom para infecções urinárias.




CÓLICA

Para várias mulheres ter cólica levou a uma relação com as ervas. Cólicas tem muito a ver com processos digestivos. As vezes tem a ver com prisão de ventre. Diminuir sal, açúcar, farinha, pimenta,

Fez hidrocolon, antes de menstruar e não teve mais. Começou a melhorar muito. Fazer jejum ajudou muito. Gosta de fazer jejum. Fazia mais longo conforme mais cólica. No dia do primeiro dia de menstruação fazer um micro jejum.

Outra coisa que tem sido a salvação, quando não conseguiu tomar chá, usa a moxa. Bastão de artemísia. Ervas extremamente feminina, equilibra o PH da mulher, na era medieval a artemísia era a erva da mulher. Usa a moxa para aquecer, acende ela e fica uma brasa, e coloca de frente para o umbigo. E tá com uma puta cólica defeca e melhora. Evacuar quase sempre melhora a cólica. Muito cuidado ao apagar a moxa! Muitas vezes ele parece que apagou e não apagou.

BRILHANTINA (pesquisar)

matinho que costuma nascer fácil, bom para o ovário.

UNHA DE GATO

Com menstruação abundante utilizou a unha de gato para fazer a limpeza do útero, muito bom pós aborto. Excelente antiinflamatório. Tinha muitos coágulos na menstruação. Unha de gato também excelente para processos inflamatórios articulares.

Depois de ligar as trompas, teve muito coágulo. Fluxo intenso e cólica insuportável.

Tomava unha de gato 1 dia sim e 2 não e durante a menstrução 2 vezes por dia.

Ao sentir cólica sente que é um processo de renovação.

MIRRA

Tem amiga que usa a mirra para cólica. Usa a mirra para febre. Tintura. Extração alcoólica com conhaque, cachaça, álcool de cereais. Processo de extração é muito simples. A organização das oficinas foi pensada para se apropriarmos das tecnologias de confecção das coisas. Achamos muitas ervas para as mesmas coisas e isso nos deixa perdidas. Tem algumas ervas que já entendi a posologia, demorou muito tempo para entender que poderia curar gripes e amigdalites com chá de alho com 10 dias de uso, utilizando 3x ao dia, como se fosse um antibiótico, constante regulado, para funcionar e não desistir, mas ao mesmo tempo tenho muitas dúvidas. Se for fazer o chá, como é? Se for fazer xarope, tintura...

Como utilizar esse poder das plantas? Me sinto melhor só de encostar nas folhas que to mexendo. Preciso de ferro para equilibrar na menstruação então vou comer espinafre todos os dias? E como fazer para não virar obssessiva? Quando você sente rola angústia, ansiedade.

Numa aldeia indígena, teve queimadura grave na mão, num lugar remoto, tanta gente sugeriu tanta coisa para a mão e nada adiantou, só a babosa ajudou muito. Todo mundo tem um conhecimento super genérico, ou sugere e depois não acompanha. Com uma situação específica pouca gente sabe o que fazer por quanto tempo fazer e como fazer. Queimou todos os dedos entre todos os dedos, e a mão foi fervendo.... não tinha espaço entre os dedos, pajé passou pomada de enguia nas mãos. Fez luva de babosa isso que ajudou muito. Ficou chorando e triste, no hospital tudo horroroso um monte de gente sofrendo. Como escolher ao acontecer uma situação.

Esse é o motivo que escolhe óleo e tintura. E as plantas vão servir para muitas coisas, um óleo de alecrim poderia te ajudar muito. E você. Sempre acaba ajudando outras pessoas com suas coisas. Maneiras de usar imediata. E quando você tá mal tá doente e não tem energia para fazer chá ou outro preparado.

Na maioria das oficinas perguntam como preparar o chá, mas ela gosta muito de tinturas.

Como você. Vai se ajudar, e pensar num problema saúde de forma geral e como conseguir solução para ele. Vc. vai escolher uma maneira de se tratar e seguir com ele. Não pula de tratamento em tratamento de erva em erva. Elas tem um tempo para assimilar e para responder e entender que aquilo vai te curar.

Ela teve um acidente em casa, cortou uma veia, com hemorragia e jogou pó de curcuma, ele estanca na hora. Excelente. Deram ponto, e falou para deixar fechado lavar 2 vezes ao dia. Tem que ter disciplina com tratamentos como corte, queimadura, ferida. Olhar e ver fragiliza muito a gente. A persistência no tratamento que vai falar se está funcionando ou não. Usou argila. Ajuda para muitas situações, para febre, passa na testa e no pulso, puxa febre, inflamação, inflamação uterina, passa na região do útero. Puxa as toxinas para se curar. Óleo de alecrim depois em cima, depois de usar a argila por 2h. Alecrim é super cicatrizante, calmante, passava na infecção na gengiva, tira o pus. Usado até para tatuagem, para cicatrização. Argila tem muitos tipos, mil cores e funções, gosta da argila branca e da mais amarelada. Mistura a argila com água ou com chá, com febre usa uma erva fria, com candidíase ficou uma ferida na vagina, fez pastinha com argila e óleo, pode ser de coco, hidrata, cicatriza, pode usar leite de aveia. Deixa ela pastosa, vai deixar secar deixar por 2h ou mais. Vai sair na rua, pode passar e sair. Ajuda a fechar, Pode fazer aplicação da argila na área externa da vagina com chá, com óleo de coco e/ou óleo essencial de melaleuca. Para candidíase e infecções. Faz pomada com argila, coloca óleo de ervas e um pouco de água e leva com ela num potinho.

Para candidíase, um grande desafio jutno com a cólica. Ficou muito tempo tentando lidar, tem uma relação estreita com os relações se magoar, se chatear, a vagina é a primeira a responder. Pode até curar, mas ela continua voltando.

Tem que tratar essa relação antes de mais nada.

Também banho de assento de barbatimão e aroeira. Tomou tintura 20 gotas 2 a 3 vezes por dia. Fez as tinturas separadas.

Colocar alho na vagina, coloca na água 10 a 15 min e pode enrolar na gaze e molhar no azeite, pois o alho pode queimar, ou amarra com fio dental, com uma linha. Para poder retirar.

Aroeira sempre utilizada pos parto para limpar.

Como limpar depois de um tratamento longo com antibiótico, tomou um que deu reação. Comprou espinheira santa. Falamos do dente de leão. Também depurativo. Também o jejum. E tomar o chá do dente de leão com tanchagem ou transagem e carqueja.

Inhame cru com água. Tomar de 2 a 3 vezes por semana.

Tem um processo de jejum que come 2 dias e 1 faz jejum por 1 semana. Jejum bebendo líquido. Pode vitamina. As vezes a depuração é muito forte, vai sentir dor de cabeça enjoo. Jejum do limão, escolhe o número de dias, no caso 7 dias. Escolhe uma quantidade de dias. E cada dia você vai tomar. NO primeiro dia Toma em jejum o suco de um limão espremido puro e fica uma hora em jejum e depois vai comer. E vai tomando o suco de um limão a mais, até o sétimo dia vai suco de 7 limões, depois vai diminuindo.

Limão é alcalinizante dentro do seu organismo.

Tem algumas plantas que você vai indicar para as pessoas e você nunca vai usar particularmente. Aos poucos ter contato com a melhor erva para você o melhor tratamento para você. Naquele momento de vida, naquele momento emocional.

O processo com as plantas é de retomada do autoconhecimento muito necessário a organização do teu corpo e como teu corpo se relaciona com isso. Acionar o processo de recuperação e só você sabe o que tá funcionando e que este é o seu processo. Mesmo na decisão de não se tratar. E também o momento de pedir ajuda. Não adianta passar todos os processos ao mesmo tempo. Vai fazer testes quando tiver algum problema de menor gravidade.

Com isso dá uma estudada do seu corpo.

No processo da mão percebeu que mão tinha que ficar hidratada, com clara de ovo, calêndula, babosa, óleo de alecrim.

A intoxicação de remédio, excesso de toxina, elas acumuladas fica no fígado. Se está com vontade de desintoxicação por excesso de remédios sentir onde está se pronunciando. Qual órgão tem que tratar. O que ela precisava saber era deixar lubrificada a mão, se passasse arnica não ia adiantar...

O que acontece no nosso corpo não é isolado não é algo que entrou e aconteceu, tem a ver com coisas que constrói e descontrói. Problemas de sáude são um sinal do corpo de que algo tem que ser mudado. Fica doente porque tinha que ficar triste, pensa nas plantas como algo que vai dar de oferenda para o corpo.

Para mim é difícil não distanciar a questão das plantas com minha ancestralidade, candomblé, saúde, bahia, quizira, e tem que respeitar isso. Isso vem de uma maneira muito forte, candomblé nos aproxima da natureza. Para você. Ter uma memórias dessas plantas porque elas existem o que compõe o que está associada. Ontem foi um dia difícil e no quintal da comunidade tinha um pé de guiné, ela tem uma sensação forte, pois a planta de guiné na carteira. Cresceu que guiné é uma coisa que afasta energiza, afasta mal olhado, o dia foi tão denso e quase perdeu o voo, quando tava na fila do aeroporto, elembrou da folinha de guiné. Pegou engarrafamento, mortes na estrada, foi muito incomum. É uma memória, são senhoras ancestrais. E sabem muito sobre o que passou ali. De história, resistência, tem a ver com recuperar a trajetória ancestral.

Bardana para desintoxicações.

Todas temos trajetórias com as plantas e é uma questão para recuperarmos, a questõa da roupa é um trabalho de colocar plantas medicinais nas plantas, começou a ter pesquisa das plantas nos tecidos. No jogo do candomblé falou que sempre viveu no oriente e é a primeira vez que vive no ocidente e veio para recuperar conhecimentos ancestrais.

Todas pessoas tem algo para pesquisar, para contribuir, e temos motivos para trazer elas. Tá falando muito da relação da planta para você. Mas é iimportante ver como ajudar outras pessoas. Dar pequenas doses e ver como vai se sentir, falar e avisar que a relação é lenta e longa, tem que ter paciência de não ter resposta rápida em relação a queixa. Perguntar como está sentindo. E ajudar a pessoa a entender a te comunicar o que está sentindo.

Ajudar os outros é muito enriquecedor para seu contato com as plantas.

ALECRIM


LAVANDA

Dor de cabeça, insônia, ela é incrível.

As vezes a lavanda encontramos seca, usa roxinha e azulada, seca e sem cor não gosta de usar, as vezes mandam o resto da colheita.

Difícil achar fresca no brasil. Planta ótima para banho, banho de assento.

Tem muito poder para questões meditativas e sensitivas. Usa ela mesmo e os óleos. Não usa tanto porque eles são caros.

A lavanda tem odor sutil então o óleo com a plnata não pega tanto o odor.

Em porto alegre fez mapa coletivo no google maps, com plantas medicinais e comestíveis.

Dinheiro é energia e você consegue fazer circular as coisas com ele.

Muitas pessoas só vão fazer o uso se estiver fácil e acessível, muita pessoa não toma chá, mas toma tintura.

Como lidar com as informações de livros e internet.

Calêndula

Boa para colica, antiinflamatoria, antifungica, bactericida, cicatrizante, para digestão, para tudo da pele. Ela dá uma resposta muito rápida, com garganta inflamada, para gargarejos, infecções da garganta, dor de cabeça.

Perguntar para as pessoas perto de você sempre é legal. Sempre surge coisas novas.


TOSSE DE CACHORRO

Usar coisas mais calmantes. Poejo é bom.

Semente de Sucupira

Para coisas de garganta em geral. Uma semente faz uns cortes e deixa na boca.


No papel tem e-mail e contato, pode entrar em contato com qualquer dúvida.

Fez uma bolsinha de smeente de linhaça com semente de erva doce dentro para dor, no lugar de bolsa de água quente. Para dores musculares. Usou algodão cru, fechou bem a bolsa e outra bolsinha por fora para poder lavar. Amanhã vai falar melhor dessa prática.

Joelho direito é um problema na vida dela da avó da tia. Carga responsabilidades. Como registro. O que está para além dessa dor, nosso tencionamento, a cólica, a enxaqueca.

Contar história é sempre uma maneira muito boa de ajudar a pessoa com aquela situação, outras situações de saúde como foram os tratamentos.

Tratar o feminino tem a ver com lidar com seu corpo. E se foi não ter se conectado com o feminino ou masculino só você sabe.

Livro: A doença como caminho.

Bartolinite – primeira vez fez jejum, instintivamente. Mãe pirou. Usou saião comendo em salada, como emplastro com azeito um pouco quente. Drenou 2 dias depois.

Depois manutenção sempre voltando mais fraco, bolsa de água quente, bicarbonato de sódio e tomando bicarbonato. E também melaleca e óleo de coco, muita massagem muito carinho, sol, ficar em repouso. Na mesma noite começou a drenar. Banho de sal também. Chá de rosa branca.

Relação com tecidos, calças apertadíssimas, tecido sintético. Começa a coçar, machucar, elástico da calcinha, aperta.


A maneira como entende o corpo é a maneira como vai sanar o corpo. MUIta gente vai se aproximar da ayuverda mas não vai ser legal, daí é legal na medicina chinesa. Como vai entender o corpo na medicina chinesa. Mudar a maneira de entender o nosso corpo. Cada uma falando como se sente, vai ser único. E a partir daí vai criar o seu ḿétodo que vai ser único.

Sair empoderada de que podemos começar a nos tratar e tratar outras pessoas, várias pessoas nesse processo entenderam que querem trabalhar com terapias. E como vai se comunicar e comunicar com o corpo da outra pessoa, e vai perguntando e vai funcionar. Não achem que não vai dar certo, que porque não tá funcionando não via dar certo. Tudo que aprendeu, aprendeu sozinha.

Fortalecer para continuar o aprendizado.


ALECRIM

Processos de alegria, dá um up na energia. Ultra estimulante, bom para a oncentração cicatrizante e antiséptico, digestivo para acalmar a mente concentração.

A noite a única planta que não indica é o alecrim e a folha de coca.

MANJERICÃO

Planta alegre, sagrada na índia, oferecida para hare krishna. E de Oxum também.

Bom para o pulmão, o catarro, não só no fisiológico mas emocionalmente. Abre o pulmão.

ARRUDA

não faz uso interno.

FUNCHO

Questões digestivas

PREPARO DO CHÁ

INFUSÃO: De uma a duas colheres de sopa para cada xícara de chá. Nem fresca nem seca. Coloca a água quente sobre a erva e vai tampar e deixar por 10 a 15 min.

DECOCÇÃO: usa para cascas e raízes.


Tomar o chá em temperatura agradável. Observar a cor da água. Legal fazer o chá em copo transparente para observar a mudança da


Para fazer o óleo é importante usar a erva seca. Se a planta soltar água vai dar fungo. Para a tintura é bom fresca. Se jogar álcool na planta fresca vai soltar na hora. Para chá ela gosta de plantas secas.

Ao usar material da internet, checar em mais de um lugar se tem aquela indicação. Muito material de zine. Ler e entender pela sua visão o problema que está enfrentando, mais ampla, mais extendida.

Vai digitalizar e trocar zines.

LIVROS:

- Plantas Medicinais do cultivo a terapeutica editora vozes Anderson domingues correa Rodrigo Siqueira Batista Luiz Eduardo M. Quintas

- Cadernos de Essencias Florais Alessandra Aziz (terapeuta holistica)

HOmeo



Bibliografia

- Guia Completo de Fitoterapia. Anne Mcintyre.Ed. Pensamento

Indicações de uso surgidas durante oficinas

  • Folha da mandioca fazendo um sumo batendo ela ajuda com questões ligadas a pele.