Laboratorio Fotoestelar

De nuvem
Ir para: navegação, pesquisa

02a.jpg

[ ou: laboratório de observação astro-óptica ]

inês nin + anaïs a.

a proposta consiste em experimentos de observação do céu e do próprio ato de observar (o ambiente, os materiais, agentes e conhecimentos envolvidos). os experimentos são formas de apreender esse exterior, buscando acessar essas alteridades por meio do uso de instrumentos muito simples e acessíveis.

partindo da descoberta de um velho atlas de astronomia, caminhadas pela cidade, visitas às montanhas, internet, contato com astrônomos, mercado de pulgas e observação celeste, pretende-se acumular conhecimentos sobre astros, constelações, satélites, óptica, espaço e pessoas.

AtlasF4.jpg

ações

- construção caseira de um telescópio

- fotografia pinhole de longa exposição


// processo

junho // observatórios, sítio da fumaça, extra-terrestres, neblina e assombração

a convite do projeto amigo pesconantro, recebemos uma visita..

DSC 0873b.jpg

DSC 0876b.jpg

DSC 0885b.jpg

DSC 0893b.jpg


fotografia pinhole //

foram usadas câmeras pinhole feitas de lata, caixa e caixinha de fósforos (essa com filme - um mistério ainda a se desvendar num futuro próximo).

fotografamos com as câmera de papel fotográfico dois locais na colina mágica da fumaça que possuíam uma energia diferente e provocavam reações sutis em pessoas com sensibilidade aguçada. os objetos em si eram comuns: um toco de árvore (que funcionava como aeroporto para os drones do pablo de soto) e uma pedra (anaïs saberá explicar melhor). fotografamos algo invisível, portanto. e o resultado, de maneira obliqua, iria manter essa invisibilidade.

Papelfumaca02.jpg

Papelfumaca01.jpg

esse foi o resultado da primeira tentativa de revelação dos papéis fotográficos com sabão em pó + café. esse processo de revelação não conta com um fixador, portanto as imagens tendem a sumir rapidamente. elas devem ser escaneadas o mais cedo possível, e conservadas em local escuro.

em princípio, não se via nada. deixamos os papéis sobre a mesa, um em cima do outro, durante a noite, expostos. de manhã, surpresas! um papel tinha imprimido sua forma no outro.

os formatos pouco usuais resultam do ato de cortar o papel em completa escuridão.

contamos com o apoio do coletivo fotografia expandida para esses esperimentos. grazie!


// cenas do próximo capítulo (não desistiremos!): construção caseira de um telescópio

03.jpg