Anacrônica

De nuvem
Ir para: navegação, pesquisa

anacrônica

sempre guardei uma frase que ouvi no museu nacional de austrália, numa apresentação multimídia sobre o país, diziam: ainda somos jovens demais como para autodefinirmos.

foi a minha desculpa durante todo esse tempo. mas a medida que os anos passam, a frase, e ainda mais a desculpa, vão perdendo consistência.

não consigo me definir, ainda. mas hoje vou dizer que sou cronista, pois esse é o meu fio condutor, relato o que vejo, o que viajo, o que sinto, o que experimento usando diferentes ferramentas, a maior parte delas, de forma autodidata: fotografia, jornalismo, crônicas de viagens, textos, vídeos, design, estilismo, poesia, teatro, e queria tanto dizer música, mas não, é a musica dos outros a que acompanha as minhas criações.